Cursos e Debates

 

Biblioteca Hipátia

TV Cidadania Livre

 

PM arrasta pelo cabelo mulher que manifestava contra o aumento da passagem em SP

Na última quinta-feira, 16, a arbitrária, racista e misógina polícia militar de São Paulo arrastou uma manifestante pelo cabelo e reprimiu com bombas de gás lacrimogêneo e spray de pimenta o ato que ocorreu contra o aumento da passagem.

Esquerda Diário

sexta-feira 17 de janeiro| Edição do dia

Foto: Daniel Arroyo/Ponte

Sob a justificativa de que o percurso do ato não foi autorizado por conta da chuva, a polícia reprimiu brutalmente com bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha a manifestação contra o aumento de João Dória (PSDB) de R$ 0,10 nas passagens do transporte público na capital paulista, que passaram de R$ 4,30 para R$ 4,40. O ato foi reprimido na praça da república, onde 10 manifestantes foram detidos e liberados na madrugada do dia 17.

Com todo seu autoritarismo e misoginia, a PM arrastou Andreza Delgado, do MPL, pelos cabelos. Além disso deram mata-leão em outras mulheres que estavam na manifestação e chutes em um jornalista. O governo do Estado ainda tem o cinismo de dizer que é a favor da liberdade de imprensa e que só usam a força física quando tem que reagir a depredações e violência para tentar justificar.

Santiago, Raull.
 
@raullsantiago
 

GENTE, @andrezadelgado está com o celular, está falando no zap com a gente. Ela pediu para subir um vídeo aqui, vou upar AGORA. Ajudem a divulgar com a tag:

Santiago, Raull.
 
@raullsantiago
 

| 🆘
A @andrezadelgado ajudava pessoas agredidas pela PM, quando a polícia A PUXOU PELO CABELO, JOGOU NO CHAO E ARRASTOU, além de golpes diversos dados nela e em mais pessoas que estavam protestando por direitos.
Vídeo (FB)

 
Embedded video
 
3,232 people are talking about this
 
 

Essa atuação da polícia com a autorização de João Dória, que foi eleito afirmando que polícia atiraria para matar, não é novidade. A polícia sempre cumpre esse papel repressivo machista e racista contra as liberdades de expressão, política ou cultural. Todos os dias reprimem a juventude pobre e negra sem motivos, além de censurar a livre expressão do corpo, da cultura e das opiniões políticas contra o governo.

Nós do Esquerda Diário rechaçamos o que ocorreu durante o ato e nos colocamos completamente contra toda repressão da Polícia Militar que impede que os jovens e trabalhadores expressem sua indignação.

 

fonte: http://www.esquerdadiario.com.br/PM-arrasta-pelo-cabelo-mulher-que-manifestava-contra-o-aumento-da-passagem-em-SP

Últimas Notícias

CopyLeft Cidade Livre 2019 - Comunidade Livre de Aprendizagem