Cursos e Debates

 

Biblioteca Hipátia

TV Cidadania Livre

 

Deputada do PCdoB é ameaçada depois de confrontar ministro da Educação

Após audiência na Comissão de Educação com o ministro Abraham Weintraub, uma campanha de ódio e violência foi iniciada contra a deputada federal Alice Portugal (PCdoB/BA). A parlamentar vem sofrendo agressões, ameaças nas redes sociais, telefonemas anônimos para seu gabinete em Brasília e para o escritório político em Salvador devido a questionamentos feitos ao ministro, que foi convocado pela Comissão para dizer a verdade e responder às perguntas dos parlamentares.

A deputada questionou o ministro sobre as acusações que fez, sem provas, de que estudantes, reitores, professores e técnicos estariam produzindo drogas nas universidades. Alice também questionou Weintraub sobre um relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) que apontou irregularidades em uma licitação do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) referente ao Programa Educação Conectada, para adquirir computadores, notebooks, projetores e lousas digitais para alunos das redes públicas de ensino estaduais e municipais.

A parlamentar comunista pediu esclarecimentos ao ministro sobre uma denúncia apontada em matéria do Jornal Folha de São Paulo que trata da liberação de um curso de Doutorado, já negado pela CAPES, por supostas relações pessoais do ministro da Educação com o proprietário da instituição de ensino privado. Ela foi interrompida em sua fala, quando pedia que o ministro esclarecesse matérias da Revista Fórum e do site DCM, que citam o confronto intrafamiliar, após ele ter se autoelogiado afirmando que é um homem sem polêmicas.

Não houve afirmações sobre o fato. Na verdade, Alice pediu esclarecimentos ao ministro sobre a questão, que foi divulgada amplamente pela imprensa. A deputada o fez estimulada pela crueldade cometida contra muitos deputados durante a sessão, em especial contra o Deputado Zeca Dirceu, a quem o ministro chamou de filho de democracia.presidiário.

O ministro, costumaz agente de agressões, se vitimizou oportunisticamente, mas não respondeu a nenhuma das indagações da deputada, que criticou a falta de políticas e planejamento educacionais, o uso ‘ideológico’ do MEC, a ausência de posição sobre o Fundeb, o corte de verbas para a educação, o silêncio sobre a redução orçamentária para 2020 e sobre as acusações de improbidade no MEC veiculadas pela imprensa. Por tudo isso, Alice foi enfática ao pedir a demissão do ministro, motivo da real causa da ira de Abraham Weintraub, que é o pior ministro da Educação que o Brasil já teve.

Alice Portugal, incluída repetidas vezes pelo DIAP como uma das expressões do Congresso Nacional, é conhecida pela ênfase com que defende suas opiniões, mas jamais por agressões ou desídias, muito menos no campo pessoal. Portanto, ela refuta qualquer acusação de desrespeito pessoal e repudia as ameaças sofridas, as quais denunciará às autoridades competentes e não se intimidará, mantendo sua posição de coerência em defesa da democracia universitária, do ensino público, gratuito e de qualidade e contra a desconstrução do estado nacional e da democracia.

 

Fonte: Ascom/ Alice

fonte: https://www.pcdobba.org.br/deputada-do-pcdob-e-ameacada-depois-de-confrontar-ministro-da-educacao/

Últimas Notícias

CopyLeft Cidade Livre 2019 - Comunidade Livre de Aprendizagem